MUDANÇA OU AUTOCONHECIMENTO?

Há muito tempo ouço as pessoas colocarem seus problemas e dificuldades e se lamentarem por situações em suas vidas que não se resolvem ou se repetem com frequência. Essas pessoas têm por hábito ficarem deprimidas e não se permitem ter algum objetivo diferente do que reclamar e maldizer a vida. No geral são insatisfeitas com tudo que as cercam e quando são agraciadas com alguma coisa boa, não acreditam que tal coisa possa ter acontecido, ou pior acreditam que não merecem.

Vejo diariamente essa postura de milhares de pessoas no ônibus, no metrô, nas ruas e até mesmo no trabalho e me pergunto por que é tão difícil cada uma delas perceber o seu próprio processo? Porque a maioria delas dá crédito aos méritos alheios mais não enxergam os esforços e dedicações?

Em fim, a grande maioria das pessoas que se encontram em situações como estas buscam não enxergar o verdadeiro motivo que as leva para este estado. E quando você pergunta qual é o seu problema, elas voltam a despejar aquele monte de reclamações vitimadas sobre as faltas que sofrem, seja na área da saúde, financeira, ou afetiva, demandando auxilio de outras pessoas para solucionar os seus problemas.

Mas o mais interessante é que, quando por uma questão de percepção, nós mostramos para a pessoa o que ela está fazendo com a sua própria vida e quais são os seus hábitos e comportamentos que levam a vida a responder-lhe daquela forma, a primeira coisa que recebemos como resposta é: “Mas eu sempre fui assim e não sei ser diferente.” Depois de certo tempo começamos a perceber que a resposta na prática é um pouco diferente: “Sempre fui assim e não quero MUDAR.”

Então pergunto: Como obter resposta diferente se fazemos sempre as mesmas coisas? Como podemos esperar que o Universo nos envie um príncipe encantado se estamos no papel da vítima mal amada?

É muito comum hoje em dia ouvirmos falar na necessidade de realizarmos uma mudança interior ou ainda de hábitos e comportamentos. E com isso vejo diariamente as pessoas em uma busca frenética por esta tal “mudança” que não chega nunca. Afinal estamos tão preocupados em mudar que esquecemos que não é possível mudar aquilo que não conhecemos ou entendemos.

Deixo aqui uma dica pra você que esta tentando fazer diferente: “Antes de querer mudar, procure se conhecer, saber quem você realmente é, o que quer da vida, o que veio fazer aqui. Procure recobrar a consciência do Ser Integral que você é… e ai sim estabeleça um novo caminho pela frente, caso contrário você sofrerá mais uma frustração!

 

Vanessa Queiroz

Rua Pereira Stéfano, 114 - cj. 1211 - Saúde

(a uma quadra do metrô Saúde)

ESPAÇO ECOHOLOS

vanessa.queiroz@ecoholos.com.br

Contato Whats App

 (11) 94731-9402

  • w-facebook
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon